Coronavírus passa de 100 casos no Paraná; Governo anuncia leitos de UTI e defende isolamento

Ratinho Junior disse que estado manterá política de isolamento.

Leia também:

Governo do Paraná decide manter comércio fechado por mais dez dias

Cidades do Oeste foram na contramão das decisões do governador.

Estados Unidos aprovam tratamento promissor contra o coronavírus

Tratamento usará sangue de quem já foi curado da doença.
Redaçãohttps://www.24horas.com.br
Reportagens da Redação 24Horas

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirmou mais nove casos de coronavírus no Paraná nesta quinta-feira (26). O Estado soma 106 confirmações da doença.

Os novos casos são de cinco mulheres e quatro homens com idades entre 28 e 49 anos. Os registros são de Curitiba (6), Pato Branco (1), Maringá (1) e Rio Negro (1).

O Paraná tem atualmente 106 pacientes confirmados – quatro não residem no Estado –, 613 descartados e 3.487 casos em investigação. Dentre os confirmados, oito estão em isolamento hospitalar, sendo cinco em Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s).

Os municípios do Estado com casos confirmados até agora são: Campo Largo (1), Colombo (2), Curitiba (66), Pinhais (3), Rio Negro (1), Ponta Grossa (3), Pato Branco (2), Foz do Iguaçu (5), Cascavel (2), Campo Mourão (1), Cianorte (6), Paranavaí (1), Maringá (3), Faxinal (1), Londrina (3), Guaíra (1), Telêmaco Borba (1). Além disso, o Paraná registrou casos de São Paulo (3) e Brasília (1) onde os pacientes foram diagnosticados e procuraram tratamento no Estado, mesmo morando em outro local.

GOVERNO AMPLIA LEITOS DE UTI

O governador Ratinho Junior destacou hoje (26) que a Secretaria de Estado da Saúde vai ativar mais 317 leitos de UTI e 731 leitos de enfermaria em hospitais de todo o Paraná.

A estrutura estará disponível em dez dias e se somará aos 3.603 leitos de atendimento especializado (públicos e particulares) já existentes em 60 hospitais de referência espalhados pelo estado.

Ratinho Junior disse que estado estará preparado para enfrentar o coronavírus – Foto: AEN

“O Paraná já é capaz de atender com qualidade os pacientes do novo coronavírus, mas estamos ampliando essa rede, principalmente para aqueles que demandarem atendimento na UTI”, ressaltou Ratinho Junior. “Estamos nos preparando para enfrentar da maneira mais estruturada possível essa pandemia. Temos bons técnicos, uma rede hospitalar eficiente e atendimento regionalizado”, explicou o governador.

Segundo o secretário da Saúde, Beto Preto, caso o quadro epidemiológico exija novas medidas, o Estado tem condições para mais contratações nos próximos 90 dias. O número de novos leitos de UTI pode saltar para 680, além de 1.611 novos leitos de enfermaria. “Ninguém quer ficar doente, ninguém quer passar pelo novo coronavírus. Mas temos leitos suficientes. Temos números superiores na conta de UTIs a países da Europa, como a Itália”.

ISOLAMENTO MANTIDO

O governador disse que o Paraná vai manter o planejamento das ações de enfrentamento ao coronavírus e a política de isolamento social. Ele explicou que o Estado se inspira nas respostas à pandemia de países que conseguiram diminuir o impacto da Covid-19, como Coreia do Sul, Cingapura e Alemanha. Ratinho Junior também reforçou que a estratégia de regionalização da Saúde vem acontecendo desde o início da atual gestão e ajuda o Paraná em momentos de crise.

Assine nossa Newsletter

Receba diariamente as principais notícias do Paraná e do Brasil.

Comentários

#Face24H

- Publicidade -