Falta de testes atrasa diagnóstico de casos de coronavírus no Paraná

Estado aguarda envio de testes pelo Ministério da Saúde.

Leia também:

Maringá confirma as primeiras mortes por coronavírus no Paraná

Vítimas tinham 84 e 54 anos. Outras pessoas estão na UTI com suspeita da doença.

Londrina confirma mais três casos de coronavírus; Total vai a seis

Treze adultos e duas crianças estão em UTIs com suspeita da doença.

Governo do Paraná decide manter comércio fechado por mais dez dias

Cidades do Oeste foram na contramão das decisões do governador.
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas

A falta de testes e as limitações determinadas pelo Ministério da Saúde está atrasando o diagnóstico de casos de coronavírus no Paraná. Toda a testagem está concentrada no Laboratório Central do Estado (Lacen) e em alguns laboratórios privados no interior do estado, habilitados para as testagens pela rede particular.

Além de confirmar os casos de coronavírus, o Laboratório Central também está concentrando os resultados de dengue no Paraná. Somente em casos de dengue, são 183 mil testes que aguardam resultado. Para coronavírus, o número chega a 1,8 mil.

Segundo o governo esse problema será resolvido ainda esta semana com o envio de testes rápidos pelo Ministério da Saúde. O governo no entanto, não tem uma previsão de quando eles chegam ao Paraná. Em média, o diagnóstico da doença está sendo feito em dez dias, e os testes estão sendo coletados apenas em casos graves.

Curitiba concentra a maioria de casos suspeitos, seguidos por Londrina, Cascavel e Maringá. Quase todas as regiões do Paraná já contabilizam ao menos um caso de coronavírus. Até o último boletim, Londrina contabilizava três casos. Cascavel tinha dois casos e Maringá, 4 casos.

Assine nossa Newsletter

Receba diariamente as principais notícias do Paraná e do Brasil.

Comentários

#Face24H

- Publicidade -