- Publicidade -
- Publicidade -

Londrina à beira de uma epidemia generalizada de dengue

Cidade já tem mais de 500 casos suspeitos em 2020.

Leia também:

Silvio Santos se envolve em processo de paternidade, e pode ser pai novamente

O apresentador Silvio Santos, também dono do SBT (Sistema Nacional de Televisão) poderá ser papai novamente.

Vítimas de acidente com cinco mortos na BR-277 eram da mesma família

Carro aquaplanou e bateu de frente com ônibus no trecho entre Palmeira e Irati.
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas
- Publicidade -

Somente nas duas primeiras semanas de janeiro, Londrina já registrou mais de 533 casos suspeitos de dengue e ainda investiga duas mortes que podem ter sido provocadas pela doença. A informação é da Secretaria Municipal de Saúde que está em alerta máximo para a possibilidade de uma epidemia generalizada na cidade.

Segundo a Diretora de Vigilância em Saúde, milhares de casos da doença podem surgir ainda este mês. Do total de casos suspeitos, seis já foram confirmados por meio de exames avançados realizados pelo Laboratório Central do Estado, em São José dos Pinhais.

A disparada de casos pode sobrecarregar o atendimento nos postos de saúde – o que se torna mais preocupante ainda, uma vez que a época de chuvas e o calor na cidade ajudam na proliferação do mosquito transmissor. De acordo com a Saúde, a situação em Londrina é considerada a pior possível.

Em comparação com o ano passado, na primeira semana de 2019, foram 97 casos suspeitos, contra 191 neste ano; E na segunda semana, 263 notificações contra 112 no ano passado.

FALTA DE FUMACÊ

Além do aumento de casos, a Secretaria de Saúde depende do Governo Federal para disponibilizar o fumacê. A falta de inseticida atrasa o combate ao mosquito, que se reproduz muito rapidamente. A previsão é que haja um aumento exponencial de doentes e que a maioria das unidades de saúde fiquem superlotadas já nas próximas semanas.

Um esquema especial está sendo preparado para atender a demanda. O número de mortos também preocupa, uma vez que em todo o ano passado foram 8 vítimas confirmadas da dengue, e agora, já são dois óbitos suspeitos.

O primeiro caso é de uma mulher maior de 60 anos, e outro caso apurado é de uma jovem, de 29 anos. Ambas as vítimas tiveram sintomas suspeitos de dengue hemorrágica, a forma mais grave da doença e que pode ser fatal.

Os locais mais críticos estão concentrados na Zona Leste da cidade, em bairros como Jardim Marabá e Ideal. Ainda há casos notificados em todas as outras regiões de Londrina.

Assine nossa Newsletter

Receba diariamente as principais notícias do Paraná e do Brasil.

Comentários

#Face24H

- Publicidade -