Seis unidades de saúde vão atender casos suspeitos de Covid-19 em Londrina

UPA Sabará será o pronto atendimento de referência para casos graves.

Leia também:

Maringá confirma as primeiras mortes por coronavírus no Paraná

Vítimas tinham 84 e 54 anos. Outras pessoas estão na UTI com suspeita da doença.

Londrina confirma mais três casos de coronavírus; Total vai a seis

Treze adultos e duas crianças estão em UTIs com suspeita da doença.
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas

A prefeitura de Londrina informou que seis unidades de saúde da cidade passarão a atender exclusivamente casos relacionados a síndromes respiratórias, que se enquadram como casos suspeitos de coronavírus.

Durante entrevista coletiva nesta terça-feira (24), o prefeito Marcelo Belinati disse também que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Sabará (Zona Oeste) será o pronto atendimento de urgência de referência para casos mais graves.

Para outros casos clínicos, os pacientes serão direcionados a outras unidades básicas, ou para a UPA do Jardim do Sol.

UPA Sabará será o centro de referência para pacientes mais graves – Foto: Arquivo

Todas as regiões de Londrina terão uma unidade exclusiva para casos suspeitos de Covid-19. Na Zona Leste, a UBS da Vila Ricardo será o posto de referência. A Zona Sul será atendida pela UBS do Parque Ouro Branco, e o Centro pela UBS do Jardim Guanabara.

A Zona Norte de Londrina será atendida por duas unidades de referência: A UBS do Chefe Newton e o Pronto Atendimento do Conjunto Maria Cecília, no Cincão.

Parte da estrutura do CCI Norte, na avenida Saul Elkind, continua como posto de referência na Zona Norte para casos suspeitos de dengue.

Assine nossa Newsletter

Receba diariamente as principais notícias do Paraná e do Brasil.

Comentários

#Face24H

- Publicidade -